Close

Estudos de Campo do Entorno

Falar em falta de água no Brasil parecia, há pouco tempo, um discurso “ecotrágico”. Afinal, quem não conhece o poderoso Amazonas ou ainda o Velho Chico. Faltar água parecia impossível!

Recentemente, percebemos em nossa vida cotidiana que não é bem assim, pois, mesmo com a sensação de disponibilidade, eventualmente enfrentamos crises energéticas e começamos a nos preocupar com os recursos hídricos.  A água do planeta não vai acabar, mas torna-se, a passos largos, cada vez mais indisponível para o consumo humano. Mas que processos contribuíram, e contribuem, para esta realidade? Como entender de que forma chegamos a tamanha crise? E o que faze individual e coletivamente?

Os Estudos de Campo do Entorno surgiram de tais questionamentos e também do fato de que a nossa Escola está localizada em uma região cortada por pequenos e grandes rios que formam a Bacia Hidrográfica de Jacarepaguá. Quem conhece a Escola Sesc e seu entorno já deve ter notado um rio relativamente grande. Um ilustre vizinho, o Arroio Fundo, que de tão degradado, muitas vezes é difícil reconhecê-lo como um rio, sendo curiosa a relação que as pessoas desenvolvem com um rio poluído, evitando perceber a sua existência.

A proposta dos Estudos de Campo é investigar de perto o Arroio Fundo, que conta, na sua trajetória, o modelo de ocupação urbana que se replica em várias metrópoles do mundo. Assim, acreditamos contribuir, a partir de nossa análise “microespacial”, para a compreensão global da crise hídrica.  Pois, apenas com o conhecimento construiremos o verdadeiro e necessário engajamento ecológico e social para o Século XXI.

Acesse o link Escola Sesc de Ensino Médio e conheça mais sobre a nossa história.